Senador Arolde de Oliveira morre aos 83 anos de Covid-19; Autoridades lamentam
23/10/2020 08:39 em Brasil

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), 83 anos, faleceu na noite da última quarta-feira, 21 de outubro, em decorrência das complicações causadas pela Covid-19. Fundador do Grupo MK de Comunicação, ele exercia seu primeiro mandato no Senado após nove mandatos como deputado federal.

Arolde de Oliveira teve falência múltipla dos órgãos em decorrência da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Samaritano desde o dia 05 de outubro, quando foi diagnosticado com a doença causada pelo novo coronavírus.

Em um breve comunicado no Twitter, a assessoria de imprensa do senador agradeceu as manifestações de condolências: “Comunicamos que nesta noite (dia 21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de Covid e como consequência a falência dos órgãos. A família agradece o carinho e orações. Mais informações à posteriori”, dizia a publicação feita às 21h07 da noite.

O veterano parlamentar era um dos mais antigos representantes evangélicos no Congresso Nacional. Ele deixou a esposa, Yvelise de Oliveira, e a filha, Marina de Oliveira, que juntas tocam a gravadora MK Music.

Pesar

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) comentou a publicação da morte de Arolde de Oliveira lamentando seu falecimento: “Combateu o bom combate, bravo Senador. Sinto muito a perda da família e da política brasileira”.

O pastor e deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) também usou as redes sociais para expressar pesar: “O falecimento do Senador @AroldeOliveira causa-me muita tristeza! A toda sua família minhas condolências! A classe política perde um grande homem público; um político exemplar, que me inspira… Até breve amigo!”.

O colega de Senado Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) descreveu Arolde como “um grande guerreiro […] sorridente, competente e dedicado”, e acrescentou: “Que Jesus o receba de braços abertos. Meus sentimentos aos familiares e amigos”.

Outro pastor integrante do Parlamento, Roberto de Lucena (PODE-SP), também destacou sua conduta honrada: “A vida de Arolde de Oliveira foi um marco para igreja evangélica e para a política brasileira. Quando alguém passa a vida construindo um legado, muito dificilmente somos convencidos de sua partida. A ficha não cai. Arolde de Oliveira foi chamado de volta para sua morada eterna agora à noite e estará para sempre em nossas mentes e corações, eternizado pela memória de cada gesto amigo e por cada realização em sua jornada marcada por grandeza, hombridade e pela simplicidade do evangelho”.

“Deus conforte a família do querido amigo e senador Arolde de Oliveira, que nos deixa em meio a essa pandemia, mas ficará nos corações como homem de bem, exemplo de Fé em Deus e luta pelos valores cristãos. Meus sinceros sentimentos”, escreveu o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos-SP), na legenda de um vídeo gravado em homenagem ao político evangélico.

O bispo Robson Rodovalho, fundador do Ministério Sara Nossa Terra e ex-deputado federal, expressou condolências à família dizendo que “os Céus ganham um adorador”.

O pastor Marco Feliciano (Republicanos-SP) usou um versículo no Twitter para expressar seus sentimentos: “E sucedeu que, terminados os dias de seu ministério, voltou para sua casa. Lucas 1:23”.

“Homem temente a Deus, que marcou sua história na política do Brasil. Que o Senhor conforte o coração de toda a família. O Senador Arolde de Oliveira além de ser meu irmão em Cristo foi um grande conselheiro. Perde a terra, ganham os céus. Que Deus dê forças a toda sua família”, acrescentou Feliciano.

No Instagram, o bispo Abner Ferreira escreveu que “o Senhor o chamou para Sua presença” e que “logo soará a trombeta final da vitória, então veremos nosso querido amigo e irmão”.

Luto

O Senado Federal decretou luto oficial pela morte de Arolde. Davi Alcolumbre (DEM-AP), publicou nota lamentando o falecimento do colega: “Um dia triste para esta Casa. Um dia triste para seus eleitores, admiradores, amigos e, especialmente, seus familiares. Que Deus o receba em sua infinita misericórdia e console sua família neste momento de dor”.

“Recebo com profundo pesar a notícia do falecimento do senador Arolde de Oliveira, na noite desta quarta-feira (21/10), vítima da Covid-19. Seu trabalho na política e na comunicação do Brasil deixam um legado social em prol da população, em especial dos fluminenses”, declarou o governador em exercício Cláudio Castro, de acordo com informações do G1.

Fonte: Gospel Mais

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!